Volver a la pagina anteriorVOLVER 

Observação da natureza

Devido a sua origen vulcánica e a sua acção erosiva, Canarias é um autentico paraíso para os amantes do barranquismo, e as diferentes prácticas desportivas vinculadas a ele: desde o senderismo à escalada. Não en vão o relevo de cada ilha está cercado por multiplos barrancos, caldeiras, chamines, alcantilados, cresterías, ropturas, tetos e inumeros elementos rochosos com infinitas possibilidades por descubrir e diferentes graus de dificuldade. Quelquer das ilhas é, em definitiva, um enorme recondito onde practicar diversas actividades deportivas.

Gran Canaria ofrece, neste sentido, um perfil singular, porque, salvo em contados lugares de propiedade pública ou usos especias, não existem proibições para estas prácticas desportivas. De facto , o mais caraterístico da fisionomía desta Ilha são precisamente seus barrancos, que afluem desde suas cumbres centrales, à mais de 2.000 metros de altura, até o mar.

A orografía de Gran Canaria está dividida por um eixo conformado pelos barrancos de Tirajana e Agaete, que são os principais referentes do enorme contraste da ilha entre o norte e o sul; a ambos os lados de este eixo, são numerosos os barrancos que cercam o centro ilhenho em direcção descendente.

Assim entre os municipios de Ingenio e Agüimes encontram-se o barranco de Guayadeque, una das paragens mais belas e emblematicas de Gran Canaria, que ganhou por direito proprio a categoria de monumento Natural na legislação que sobre espaços naturais, promulgou o parlamento de Canarias .

Retirado apenas uma decada de kilometros da cidade de Telde, enconra-se outro destes encleves grancanarios: o barranco de Los Cernícalos; trata-se de un dos espaços naturais mais atractavos de toda a ilha.

Juntamente con esses, outros barrancos oferecem cenarios únicos para os olhos dos visitantes. Assim destacam, entre outros o barranco de Fataga e Ayagaures, na zona sudueste da ilha; o barranco de Guayedra, no nordeste; e o barranco de Guiniguada, uma dos sinais de identidade de Gran Canaria que recorre não só grande parte da sua geografía desde a capital até o centro da Ilha, se não sua propria história ao conter restos pre-hispánicos e o primeiro núcleo populacional sobre o que se levantou a actual ciudade capitalina.

 
Volver a la pagina anteriorVOLVER 
©Portaltur v1.0 2005    Aviso legal | Política de Privacidade | Informaçaõ Geral | Adicionar aos favoritos
Interreg III B - Feder