Volver a la pagina anteriorVOLVER 


Vega de San Mateo

Datos geográficos. O município de San Mateo situa-se na zona centro de Gran Canaria, a 22 quilómetros de distância da capital. A sua superfície é de 37,89 quilómetros quadrados, e 47% do território é Espaço Protegido das Cumes. Situa-se a 800 metros de altitude, até o Macizo Central, onde se encontram as maiores elevações da ilha: Pico de las Nieves, a 1961 metros de altitude, Los Pechos, a 1.945 m., e Roque Saucillo, a 1.850 metros. A zona mais alta do território, O Cume está definida pela cabeceira do Barranco Guiniguada, Barranco da Higuera e Barranco da Mina, que unidos às elevações do lugar que fazem dele um paisagem de excepcional beleza e heterogeneidade. O Barranco da Mina, atravessa a ilha de Gran Canaria rumo a zona nordeste para terminar na capital da ilha. A irregular orografía de San Mateo e as suas extraordinárias condições climáticas para o cultivo fizeram com que esta localidade disponha de uma das paragens naturais mais belos da ilha pela sua frontosidade.

Historia. A história de Vega de San Mateo iniciou-se desde escassamente 200 anos. A riqueza florestal deste município e as suas características geográficas, favoráveis para a criação de gado, deram lugar a que esta comarca fora povoada pelos aborigens. Após a conquista de Gran Canaria os territórios foram repartidos aos colonizadores. O actual território de San Mateo, cujo nome aborigem era Tinamar, se marcava no que se denominava La Vega, que englobava o que actualmente são os municípios de San Mateo e Santa Brígida. No século XVIII, a Vega Alta assitiu a um aumento populacional, facto que se convertiu no primeiro passa para solicitar uma capela própria e, posteriormente, obter a municipalidade: a princípios do século XIX, a Audiência toma a decisão de separar o povo de San Mateo da jurisdição de Santa Brígida. Nesta época San Mateo contava com uma média de 600 vivendas e a sua situação económica continuava sustentando-se na agricultura, gado e na riqueza dos recursos acuíferos. Estas circunstâncias se mantenherão estáveis até o século XX, no que se produziram mudanças económicos assistindo a uma crise do sector primário frente ao auge do sector terciário, provocado em grande medida pela emigração da urbe e a projecção de capitais nos sectores que não eram agro-gadeiros.

Fiestas. As festas padroeiras do município, em Honra a San Mateo festejam-se no dia 21 de Setembro. O município converte-se durante uns dias numa grande festa que aglutina a muitos romeiros da ilha em torno a uma romería de oferta. Da mesma forma organiza-se uma corrida de cavalos e uma importante feira de gado.

 
Volver a la pagina anteriorVOLVER 
©Portaltur v1.0 2005   Aviso legal | Política de Privacidade | Informaçaõ Geral | Adicionar aos favoritos
Interreg III B - Feder