Volver a la pagina anteriorVOLVER 


Las Palmas de Gran Canaria

Datos geográficos. Las Palmas de Gran Canaria, capital da ilha de Gran Canaria, comparte a capitalidade da Comunidade Autónoma de Canarias com Santa Cruz de Tenerife. Situa-se na vértice nordeste da ilha de Gran Canaria, aonde sobresai uma pequena ínsula, La Isleta, e a 8 metros de altitude. A sua superfície é de 100, 5 quilómetros. Frenta ao mar, tem as suas três praias principais, Las Canteras, Las Alcaravaneras e La Laja. Segundo um estudo realizado por Thomas Whitmore, director de investigação climatológica da Universidade de Siracusa (EEUU), Las Palmas de Gran Canaria é a cidade com melhor clima do mundo. Dito estudo analizou o clima de 600 cidades seleccionadas pela sua popularidade como destino turístico.

Historia. Las Palmas de Gran Canaria fundou-se em 24 de Junho de 1478 pelo capitão Castelhano, Juan Rejón, que iniciou, desde este território, situado no começo do barranco Guiniguada, a conquista da ilha de Gran Canaria. Neste lugar, que se denominou inicialmente El Real de Las Palmas, encontra-se no actual núcleo do bairro histórico de Vegueta. A cidade convertiu-se numa praça mercantil muito activa graças ao comércio da cana de açúcar que, não obstante, também atraiu a perigosos ataques piratas que se sucederam até o século XVIII. Em Outubro de 1595 a cidade recusou o ataque inglês ao comando de Francis Drake e John Hawkins e 4 anos mais tarde os holandeses ao comando de Van der Does encenderam a Cidade.

A construção de Puerto de la Luz na segunda metade do século XIX situou a Cidade às portas da sua grande transformação moderna. Las Palmas de Gran Canaria converte-se numa autêntica plataforma tricontinental.

Economía. Las Palmas de Gran Canaria é a capital da ilha de Gran Canaria e comparte a capitalidade da Comunidade Autónoma de Canarias com Santa Cruz de Tenerife. É a maior cidade do arquipélago, com 400.000 habitantes, e o centro da vida económica e social das ilhas. Estas condições convertem-na numa urbe em pleno desenvolvimento económico, social e cultural. Uma cidade dinâmica e moderna com uma actividade industrial e de serviços que aglutina à maior parte da população laboral activa.

Puerto de La Luz e Las Palmas foram a base tradicional de escala de navios no Atlântico Medio e ponte entre as diferentes rotas transoceânicas graças às excelentes condições da sua baía, a sua estratégica situação e a qualidade dos seus serviços.

Festas. Las Palmas de Gran Canaria convence-se por ter uma oferta cultural e de lazer que engloba quatro estações. Recebe o ano com uma actividade frenética que começa com o festival de Música de Canarias, com uma excelente programação de música clássica e que tem como sede principal o Auditório Alfredo Kraus.

A celebração do Carnaval é no mês de Fevreiro. A cidade, acostumada a receber turistas durante todos os meses do ano, veste-se de cores e ritmo e os visitantes podem desfrutar do ambiente transgressor das festas de Carnaval ao ar livre, com uma temperatura envejávle para qualquer outra cidade europeia. As Galas de eleição da raínha do Carnaval e do Drag Queen e os concursos de murgas e comparsas são alguns dos actos com maior aceitação enquanto que o desfile e os encontros nocturnos são os mais multitudinários.

Uma vez que os visitantes do Carnaval abandonem a cidade, o Festival Internacional de cinema faz-se dono de Las Palmas de Gran Canaria. Directores, actores, distribuidores, productores e guionistas aportam um clima especial. Trata-se de um evento que premia ao melhor filme con Lady Harimaguada e trata de aproximar o cinema de carácter independente aos aficcionados à séptima arte.

Os primeiros meses do ano também acolhem o Festival de Ópera Alfredo Kraus que se celebra no teatro Cuyás e que alcançou um grande prestígio.

As Festas Fundacionais comemoram em Junho a Fundação de Las Palmas de Gran Canaria. A cidade veste-se de festa com um programa que engloba as artes escénicas, concertos, actividades infantis e actos institucionais. Muito populares são as tradicionais fogueiras que se encendem na noite de São João nos bairros da cidade e a multidão de pessoas que vão a praia de las Canteras enquanto se acende um espectacular castelo de fogos de artifícios.

O verão começa com o Festival de Teatro e Danza que se celebra nos meses de Julho e Agosto e que se consolidou como um encontro festivo e colorista. Os espectáculos convidam à participação e dão continuidade aos eventos culturais com uma programação estável no verão.

Também no mês de Julho o Parque Santa Catalina e o Auditório Alfredo Kraus se enchem com os sons do melhor jazz internacional no festival que se celebra no arquipélago e que tem à capital como uma das suas principais sedes.

 
Volver a la pagina anteriorVOLVER 
©Portaltur v1.0 2005   Aviso legal | Política de Privacidade | Informaçaõ Geral | Adicionar aos favoritos
Interreg III B - Feder